O termo sustentabilidade está cada vez mais visível no Brasil, percebe-se que empresas começam a se preocupar com seus impactos no meio ambiente e procuram maneiras de diminuí-los, seja com pequenas ou grandes mudanças. Isso é reflexo de uma sociedade que valoriza negócios que não afetam de forma negativa o meio ambiente, como mostra uma pesquisa realizada pela Opinion Box, em julho de 2019, em que 55% dos consumidores dizem dar preferência às empresas de práticas sustentáveis, englobando aqui empresas de todo tipo, não apenas da construção civil.

imagem1

Inovar é praticar e implementar hoje o que queremos para o amanhã, gerando valor para o novo. Esse conceito relaciona-se com sustentabilidade, visto que para garantir qualidade às futuras gerações é necessário pensar no impacto que as atuais escolhas causarão no futuro; fazer isso é, automaticamente, começar a inovar. Em partes, a construção civil no Brasil ainda é conservadora nesse quesito e o nível de preocupação com práticas sustentáveis é relativamente baixo, porém, com o aumento da exigência dos consumidores, percebe-se uma adesão de construtoras à ideia. Vale lembrar que, atualmente, o foco da inovação vai além do crescimento econômico, passa a mirar também em ganhos ambientais e sociais.

Uma forma de validar obras como sustentáveis é por meio de certificações, cuja a mais famosa e almejada é a LEED, ou selos de qualidade, que são certificações menores. O Hotel Ipiranga, no centro de Maringá, é um exemplo de construção que conquistou selo Platina em sustentabilidade pelo Tripadvisor (site de viagens, que classifica hotéis e pousadas ecologicamente corretos), por apresentar sistemas de captação de água da chuva, utilizada para a lavagem do estacionamento, placas fotovoltaicas, para produção de energia solar, lâmpadas de LED, reciclagem e conscientização constante de seus hóspedes.

imagem2imagem3

Ser sustentável é equilibrar o resultado financeiro com o desenvolvimento da sociedade de uma forma que não prejudique o meio ambiente, um exemplo é o grande marco da sustentabilidade que está sendo construído na Cidade Canção, Maringá: o Sicredi União. A empresa busca uma certificação LEED Platinum (nível máximo desse tipo de certificação) com a construção de seu novo edifício, que contará com sistemas de racionalização do uso da água, iluminação natural, um terraço cercado de jardim, espaços para coworking, startups, café público e inúmeros equipamentos que o colocarão em destaque, além de um amplo bicicletário e vestiários, feitos para incentivar a prática saudável de seus funcionários.

imagem4

A sustentabilidade na construção civil precisa crescer muito e isso com certeza faz parte de um processo de inovação de métodos e conscientização das pessoas. Cabe principalmente a nós, futuros engenheiros, desenvolvermos responsabilidade ambiental em nossos projetos, até porque chegará um dia em que a sustentabilidade deixará de ser uma escolha e passará a ser uma necessidade. E será que estamos prontos para lidar com isso?

Texto por: Flávia Gimenez Berti