No dia 19 de janeiro de 2016, o grupo PET Engenharia Civil da UEM, juntamente a outros acadêmicos e professores do curso, tiveram a grande oportunidade de fazer uma visita técnica à Unidade Offshore Techint (UOT), em Pontal do Paraná. O grupo deixou a UEM no dia 18 (23:00h), e chegou à UOT na terça-feira, pela manhã, sendo todos muito bem recebidos pela empresa, com café da manhã, guias para a realização da visita, além de todos os equipamentos de segurança necessários.

Sobre o grupo Techint

O grupo Techint possui várias empresas consolidadas, e cada uma possui o seu papel no mercado. A Ternium, por exemplo, é uma grande produtora de aço na América Latina, enquanto as empresas Tenaris e Tenova são mais ligadas ao fornecimento de produtos de tecnologia avançada. Tem-se também a Tecpetrol, que é ativa na exploração e produção de campos de petróleo e gás, a Humanitas, a qual implementa e gerencia iniciativas de cuidado à saúde, pesquisa e ensino, e, por último, a Techint E&C (Engenharia e Construção).

A Techint E&C oferece serviços de engenharia, construção, além de fornecer equipamentos e gerenciar obras de grande porte em todo mundo.

techint mundo NASA.png

Próximo dos 70 anos de experiência, a Techint E&C já concluiu mais de 3.500 projetos em diversas regiões do mundo. Segundo dados da empresa, esta fornece atualmente serviços nos segmentos de Petróleo e Gás, Plantas Industriais, Refinarias de Petróleo e Plantas Petroquímicas, Mineração, e Infraestrutura e Serviços de Infraestrutura, Arquitetura e Engenharia Civil.

Saiba mais em: http://www.techint-ingenieria.com/pt

Sobre a Unidade Offshore Techint (UOT)

Dispondo de redes subterrâneas de drenagem e energia elétrica, ambulatório, refeitório com capacidade para mais de 3.000 funcionários, pipe shop para fabricação de tubulações e estruturas metálicas, a UOT compreende 177.000m² de área preparada para construção e montagem, sendo reservado 14.000m² para área administrativa e 34.300m² para estocagem. A unidade, localizada em Pontal do Paraná, possui guindastes da ordem de 35-400 ton, duas gruas de 25 ton, além de um dos maiores guindastes do mundo, que suporta 3500 toneladas.

A Techint possui um consórcio horizontal com a empresa Technip (Consórcio TTP-76), permitindo à UOT a realização das obras do projeto P-76, que consiste na construção de um navio do tipo FPSO para o cliente Petrobras Netherlands BV. O navio será composto por um conjunto de módulos, os quais pesam, no total, 26.934 ton. A construção dos módulos é realizada On Shore, e então ocorre o lifting, em que os mesmos são transportados, em sequência, para o casco do navio. Para facilitar a inserção desses módulos, ocorre a movimentação do casco. Vale ressaltar que as diversas tubulações que os compõem, devem ser submetidas a STH’s (Sistemas de Testes Hidrostáticos), em que aplica-se 1,5 vezes mais a pressão que a tubulação foi projetada, de modo a testar a segurança.

Em algumas regiões da unidade, foi prevista a utilização de estacas metálicas de até 1m de diâmetro, com 60 a 80m de profundidade. Cada estaca possui seção transversal de acordo com sua função, já que no cais tem-se uma considerável variação de aplicação de carga (10 a 45 ton/m²).

foto povo 5 ano.jpg

pet techint.jpg

Gostaríamos de agradecer, profundamente, ao nosso coordenador de curso, Prof. Dr. Carlos Humberto Martins, por nos proporcionar esta incrível experiência, e também ao nosso tutor, Prof. Dr. Jeselay H. dos Reis, por sempre estar ao nosso lado.

 

Por: Lucas


 

 

Referências:

http://www.techint.com/

http://www.petrobras.com.br/infograficos/tipos-de-plataformas/desktop/index.html

https://www.youtube.com/watch?v=AVx-4CSX-qk

Imagens: 1-Geofund, 2-NASA (2016), 3-Techint

Anúncios